Postado 6 September 2013, 11 months ago . 9,284 notes . reblog esse post
A gente nunca sabe quando uma história vai se tornar inesquecível… Até que ela se torna. Não sou o homem mais bonito, nem o mais inteligente ou rico. Sou simples, sempre fui. Mas se me perguntassem o que de mais valor há no meu mundo, eu diria o nome da mulher que amo. Vou dizer uma coisa com toda a dor do mundo: Um dia todo mundo perde a fé no amor. É triste, mas é a verdade. E sabe por que isso acontece? Porque os seres humanos são ingênuos. Nós acreditamos no amor que queremos acreditar. E por um certo tempo, isso se torna algo lindo, e realmente é. O amor que uma criança sente e acredita é um dos mais bonitos e sinceros do mundo. Mas o problema está nas fantasias. Está nos filmes, nos livros. Está naquele casal extremamente lindo, que se encontrou em um deserto e se olhou pela primeira vez e pensou: “É o amor da minha vida”. Não estou dizendo que é impossível, mas acredito que o amor não está no primeiro olhar ou na primeira conversa, está na segunda, terceira, quarta… décima oitava, quem sabe? O amor aparece quando se acha que ele não vai aparecer. O amor é aquele convidado da festa que sempre se atrasa… Mas chega. A verdade é que ninguém é de ferro. Dói cair na ilusão e se levantar na fantasia. Então a gente se cansa. Então acordar sozinho se torna rotina. Então ser uma pessoa fria quando se trata de sentimentos não é mais uma opção, mas sobrevivência. E a vida já não é mais vivida, ela é apenas uma platéia que observa o tempo passar. A gente se engana com o argumento de que ser sozinho é mais fácil, mais simples. Mas no fundo? A grande real? Ser sozinho uma hora pesa. E então ver casais brigando se torna algo para ser invejado, você olha e pensa “Pelo menos vocês tem alguém para brigar”, isso é insano, mas é o efeito da solidão. Então observar a felicidade alheia se torna uma tortura. Então a gente já não sabe mais o que é felicidade, não sabe a sua cor, cheiro ou gosto. Felicidade se torna uma palavra, apenas uma palavra. E aí está uma das coisas mais tristes da vida: Se conformar com a infelicidade. Se eu pudesse dar um conselho, qualquer um, eu diria: Não se conforme, com nada. Não desista da vida ou de viver. Não desista do amor ou de amar. Não desista, não deixe de acreditar. E, se deixar, procure um motivo para acreditar novamente. Repito mais uma vez: Não sou o homem mais completo do mundo e estou longe de ser, mas amo uma mulher com todo o amor que existe em mim. E isso é uma das coisas que eu mais tenho orgulho de dizer. Por que acreditar no amor quando tudo é dor e decepção? Porque, quando menos se espera, alguém aparece. E eu não estou dizendo de um simples alguém, mas “O alguém”. E então você percebe que uma risada pode se tornar viciante. Então você sente uma sensação gostosa quando suas peles se tocam por acaso, sente um aperto no peito. E então você sente, pela primeira vez, que é possível amar alguém que vai lhe amar com a mesma intensidade do seu amor. E você descobre que a felicidade tem a cor, cheiro e gosto dessa pessoa. A felicidade já não é mais apenas uma palavra, mas um nome e sobrenome. A solidão, quando aparecer, pode ser dividida em partes iguais com alguém. Mas, então, você percebe que não há como existir solidão quando o resultado de um mais um é igual à dois. Ou seria três? A gente nunca sabe quando o amor pode dar frutos… Até que seja preciso colher. E sabe o que você vai ter que pensar quando isso acontecer? "Quanto será que custa um berço?".
Allax Garcia.   (via allaxg)

(via allaxg)

Postado 5 September 2013, 12 months ago . 20,811 notes . reblog esse post
Postado 5 September 2013, 12 months ago . 34,692 notes . reblog esse post
Postado 13 August 2013, 1 year ago . 81,008 notes . reblog esse post
Ela sorri fácil, isso já notei, então penso alguns segundos antes sobre que tipo asqueroso de babaca faz aquele tipo de garota chorar em cafeterias fechadas, às dez da noite.
Gabito Nunes. (via allaxg)

(via allaxg)

Postado 9 August 2013, 1 year ago . 29,527 notes . reblog esse post

(via allaxg)

Postado 24 June 2013, 1 year ago . 151,677 notes . reblog esse post
Postado 15 June 2013, 1 year ago . 31 notes . reblog esse post
Postado 30 April 2013, 1 year ago . 490,118 notes . reblog esse post
Choramos salgado, sorrimos doce.
Desconhecido (via verbathh)

(via coutes)

Postado 27 April 2013, 1 year ago . 1,071 notes . reblog esse post
Postado 5 April 2013, 1 year ago . 86,250 notes . reblog esse post
“Deus, me perdoe pela pressa quando falo contigo. Me perdoe por todos os momentos que pude agradecer, mas não agradeci. Me perdoe por dar mais tempo a outras coisas do que a Você. Me perdoe por palavras que poderia dizer para confortar alguém, e não disse. Me perdoe por comprar as minhas coisas e não ofertar a Ti. Me perdoe pelas músicas que ouço e que não acrescentam nada em minha fé. Me perdoe Senhor, por estar mais preocupada comigo mesma do que com seu Reino. Me perdoe pelo meu egoísmo, pela minha preguiça, pelos meus pensamentos, pela minha gula… Me perdoe por colocar tudo em suas mãos, mas me preocupar mesmo assim.”
theme por drug-0f-love
next »